Ouvidoria 0800-642-4800

22 de Setembro 2017 Cresol Rio Fortuna e Madeireira Ricken firmam parceria para financiamento de casas

Com a parceria firmada entre a Cooperativa de Crédito Rural com Interação Solidária (Cresol) de Rio Fortuna e a empresa Madeireira Ricken, também de Rio Fortuna, o sonho da casa própria pode estar mais próximo do associado Cresol. Entre as vantagens estão o valor da casa, a facilidade na liberação do crédito, os juros mais baixos e o pagamento, que pode ser feito em até 84 vezes.
Com aproximadamente 80 anos no mercado, a Madeireira Ricken atua há 18 no ramo da construção civil, com modelos pré-estabelecidos pela empresa ou definidos pelos clientes. “Hoje temos casas semiacabadas a partir de R$ 15 mil. Não é um custo baixo, mas é um valor fácil de financiar pela Cresol”, explica o sócio proprietário da madeireira, Maykel Ricken. A empresa também atua com produtos para a construção civil, como forros e assoalhos. “Mas nosso carro chefe hoje é a construção de casas semifinalizadas para o cliente acabar ou prontas para morar”, destaca Ricken. “Temos produtos para o público das classes A a D, mas que atendem especialmente aqueles com menos condições”, acrescenta.
Ricken explica que a negociação pode ser feita diretamente na madeireira. “O cliente pode nos procurar na empresa, ou solicitar uma visita em casa. Ele diz o valor que pretende financiar e fazemos toda a intermediação com a Cresol. O cliente só precisa assinar o contrato depois”, explica.  Conforme Maykel, o processo é simplificado e ágil tanto para a empresa quanto para o cliente que tem pressa em adquirir esse produto. 

Linhas de crédito com juros reduzidos
A partir deste ano, a Cresol passou a oferecer linhas de créditos a juros mais baixos dos que eram praticados anteriormente pela própria Cooperativa. Isto graças a redução geral das taxas de juros e a flexibilização do capital para empréstimos que a Cresol passou a oferecer. Os benefícios se estendem a todas as linhas de crédito próprias oferecidas pela Cresol. “Mas queremos focar especialmente no ramo da construção civil, aquisição de móveis, compra de insumos para lavouras e de veículos”, destaca a diretora presidente da Cresol Rio Fortuna, Miriane Dela Justina Moreira. 
A redução nos juros vem do próprio sistema financeiro. “No ano passado os juros estavam bem altos para empréstimos, mas a redução da Selic nos permite trabalhar com taxas menores, apesar do sistema financeiro ainda apresentar uma grande inadimplência de modo geral”, informa a presidente. Já a flexibilização do capital foi aprovada na assembleia geral da Cresol, realizada no início de 2017. “Até o ano passado, quem tinha capital de R$ 1000,00 aplicado, por exemplo, poderia contrair um empréstimo de, no máximo, R$ 15 mil. Agora o limite são R$ 20 mil”, exemplifica.
 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS

Receba novidades por e-mail