Ouvidoria 0800-642-4800

01 de Junho 2017 Cresol Quilombo comemora 24 anos de constituição

A Cresol Quilombo foi constituída pela necessidade que os agricultores possuíam em acessar crédito. No município existiam várias organizações populares, mas faltava exclusivamente a que os representasse na linha do crédito.  Assim, o surgimento da Cresol Quilombo em 03 de junho de 1993 foi na esperança de proporcionar o crédito menos burocratizado para os agricultores.
    No entanto, no decorrer do processo foram enfrentadas dificuldades pela falta de conhecimento e pelas exigências de um sistema financeiro. Entre os anos de 1997 a 2003  a Cooperativa enfrentou dificuldades financeiras por problemas de gestão. Na época, foram realizadas diversas reuniões com Cooperativas do Sistema e assembleias com os associados discutindo a continuidade da Cooperativa ou a liquidação da mesma. Dos 815 associados que possuía na época, 180 permaneceram e optaram em ressarcir o prejuízo para dar continuidade ao Sistema. Em 21 de maio de 2003 em assembleia extraordinária foi eleito um novo conselho composto pelos agricultores, os quais passaram a fazer a gestão da cooperativa e a partir deste momento a mesma começou a apresentar resultados positivos e retomou sua credibilidade no município, voltando a ter novos associados e crescimento da carteira total de negócios.
    Quando a Cresol Quilombo foi constituída possuía 20 associados, sendo que atualmente conta com aproximadamente 2300 associados em Santa Catarina e 1400 em Pernambuco, totalizando 3.700 sócios. Tendo como principais produtos o Pronaf Custeio e Investimento, a Cooperativa possui abrangência em Quilombo, Irati, União do Oeste, Sul Brasil, Formosa do Sul, Santiago do Sul, Marema, Coronel Freitas e vários municípios no estado de Pernambuco.
    Segundo o presidente, Odair José Rebelatto, é um momento muito importante para a cooperativa comemorar 24 anos de constituição. “Temos motivos para comemorar, por ter sido modelo para a constituição do Sistema Cresol, por ter passado por dificuldades nos primeiros anos de fundação, mas principalmente agradecer o trabalho e a dedicação de todos os associados, conselheiros e colaboradores que passaram pela história da Cresol Quilombo até o momento que muito contribuíram para a mesma atingir o seu objetivo que era atender a agricultura familiar”, enfatiza o presidente. “Constantemente fomos buscando linhas, produtos e serviços para atender ao nosso quadro de associados, mostrando credibilidade para as pessoas do município e região a qual foi abrindo Postos de Atendimento nos municípios de Irati, União do Oeste e neste ano incorporando duas cooperativas do estado de Pernambuco. Sempre trabalhamos para não perder nossas origens, mantendo como foco de trabalho a busca constante de melhorias para o meio rural”, acrescenta Rebelatto.
    Quanto aos desafios, ele menciona  que diante do cenário econômico e político que o Brasil está passando, é preciso estar cada vez mais aperfeiçoados para enfrentar as dificuldades. “Buscando melhorar cada vez mais o atendimento aos nossos associados, buscando novos sócios e maior crescimento de carteira, sendo a mesma pulverizada passando por todas as análises de crédito necessárias para não comprometer o andamento da cooperativa”, salienta. “Também temos um desafio que é atender os novos Postos de Atendimento do estado de Pernambuco, devido a distância da sede, a realidade local, a cultura, situações climáticas da região, mas contamos com o apoio da Cresol Central para podermos desenvolver um bom trabalho e fazer com que estas regiões possam ter acesso ao crédito, para assim crescerem e no futuro tornarem-se cooperativas novamente”, destaca Rebelatto.
    A Cresol Quilombo também busca constantemente realizar formação com o quadro social, trabalha em projetos como os Agentes Comunitários de Desenvolvimento Cooperativo (ACDC) adultos e mirins, parcerias com os movimentos populares, entidades e comunidades para que juntos possam alcançar os objetivos.
    O vice-presidente da Cresol Quilombo e Diretor de Controladoria da Cresol Central SC/RS, Miguel Antônio Steffens, destaca que os momentos de dificuldade que  a Cooperativa passou durante esses 24 anos serviram de exemplo do que não deve ser feito nas cooperativas. Para ele, a gestão deve ser compartilhada com a direção, deve haver participação da equipe, o envolvimento e compromisso do associado com a Cooperativa. “A Cresol Quilombo vive a cada ano novos desafios e também momentos que proporcionam aos associados confiabilidade e credibilidade fundamentados no princípio da boa gestão e na eficiência operacional. O apoio e o compromisso da Cresol Central e da Base Oeste são a alavanca para o crescimento das cooperativas que delas fazem parte e a Cresol Quilombo sente orgulho de fazer parte dessa família”, finaliza Steffens.

 


 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS

Receba novidades por e-mail